segunda-feira, 23 de junho de 2014

(2014/664) Sobre a metodologia retórica de apropriação humanista e positiva de textos bíblicos de ética pervertida


Osvaldo, me disseram que você não gosta de apropriações humanizantes / positivantes de textos bíblicos que contêm carga ética negativa...

Você está bem informado...

Por que você não concorda com a prática?

Porque não acho que ela altere em absolutamente nada a coisa. Finge que é uma coisa, quando a coisa que realmente ela é continua lá...

Mas deu-se uma nova fisionomia, ora... As pessoas, agora, podem olhar para o texto com olhos diferentes...

É o que dizem... É como pegar um tronco de escravos, onde 50 foram chicoteados e descarnados e dar uma nova roupagem a ele, digamos, empregando-o como pau de sebo em festa junina...

(...)

Quer saber onde os textos bíblicos são usados em toda a sua expressão histórica realista? Na África do Sul, quando brancos de disseram Israel e dizimaram os cananeu pretos, e nos Estados Unidos da América, país de Jesus, que, em nome dos mesmos textos, o novo Israel dizimou os cananeus vermelhos... Fazer isso de pau de sebo em festa junina é um escárnio, meu amigo...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget