quinta-feira, 1 de maio de 2014

(2014/392) Mais um prego no caixão da tese de que textos falam por si mesmos


E você achando que um texto fala sozinho, que os referenciais para tomá-lo estão dentro dele mesmo e só dentro dele mesmo... Mas, no fundo, ninguém acredita nisso: quem o diz, diz porque se meteu num leito de rio e, agora, tem de ir em frente, fazendo de conta que está no caminho que quer. Mas acompanhe o discurso de quem diz que defende essa teoria e encontrará contradições de dez em dez minutos...


Uma curiosa demonstração de como o mundo externo, o mundo da produção dos textos, o mundo dos autores, enfia-se libidinosamente pelos buracos todos das narrativas...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget