terça-feira, 29 de abril de 2014

(2014/368) De batista - e do sul! - a ateu: conversa entre Matt Dillahunty e Tracie Harris (ou: "porque todo evangélico é liberal")


O título da postagem é um pega-mosca. A conversa entre Matt Dillahunty e Tracie Harris não toca nesse ponto. Mas Matt foi batista do sul dos Estados Unidos e acabou por tornar-se ateu, quando estava na casa dos 20 para 30 anos. Tracie Harris foi fundamentalista, quando religiosa evangélica.


O objetivo dessa postagem é chamar a atenção para a declaração de TH e sua reflexão sobre como teria respondido que "apenas sente Deus", se fosse perguntada por ele, quando estava em sua fase religiosa-fundamentalista.

É precisamente esse tipo de declaração, que se pode ouvir de qualquer - qualquer! - evangélico hoje, mesmo no Brasil, que faz da neo-experiência neo-evangélica uma experiência liberal - o sentimento, a emoção, a sensação, a experiência são empregados como "argumento": a prova de Deus se dá na lágrima, na pele, no branco dos olhos... Liberais. São totalmente liberais. E não sabem...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget