terça-feira, 29 de abril de 2014

(2014/367) Inferno - inspeção de rotina


_ Verificou a fiabilidade desse equipamento?

_ Sim, sim. É à prova de falhas...

_ Durabilidade?

_ Bem, não sabemos ainda se é eterno, mas vai durar mais do que a Terra durou até agora. E temos 7 peças sobressalentes para cada equipamento, de forma que, quando desgastar com o tempo, trocamos. Devem durar uns 100 anos de Buda...

_ Bom... E a temperatura?

_ Não menos do que 171 graus.

_ Alguma possibilidade de algum diabo ficar com pena de alguém e aliviar a temperatura?

_ Não, não. O controle, como o senhor pediu, está diretamente em suas mãos. Há um sinal de alerta amarelo, quando a temperatura chegar a 180. Aí, o senhor pode verificar se há necessidade de aumentar a temperatura...

_ Bom isso. Não confio em Satanás. Quando ele ouvir os gritos das pessoas, ele pode deixar amolecer o coração e fraquejar no castigo. O inferno não pode ser lugar de misericórdia.

_ Ninguém melhor do que o senhor para controlar a temperatura...

_ Sim. Eu providenciei um aparelho moderno - ele vincula a temperatura ao louvor que vou receber dos salvos: quanto mais alto eles cantarem, mais quente será o inferno, e eu receberei louvor dos dois lados: dos hinos e dos gritos...

_ Bem pensando. Falando nisso, quando começa?

_ Estou esperando eles pensarem que desisti... A surpresa aumentará a sensação de dor...







OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget