quinta-feira, 17 de abril de 2014

(2014/238) Fragmentos facebookianos

I.
O machismo é tão forte que até o verbo comer, que, em termos mecânico-anatômicos, convenhamos, aplica-se na verdade ao sexo feminino - e não ao masculino! - é cooptado pelos machos...


II.

Deus ter servos!

Deus me livre de um Deus que tenha servos...

Resquício dos períodos da escravidão, as de muito ontem e as de ainda ontem...

Reino de Deus e servos de Deus - expressões que deviam ser banidas definitivamente.


III.

O teu Deus, o teu Espírito Santo e o teu Jesus são a tua doutrina. Se ela diz é, é. Se ela diz não é, é não. Por isso, você pode ver a loucura que for na sua igreja, tá tudo bem, é Deus, é Jesus, é o Espírito Santo. Mas, se for na igreja que não é a tua e tem lá doutrinas que tu não aprovas, não vai ver Deus nem Jesus nem o Espírito lá nem que a vaca tussa...


IV.

Falar de amor é fácil. Não sei nem falar de amor nem amar direito, tão anti-social eu sou. Mas acho que todos sabemos que amar é olhar o outro como um igual - sem isso, acho que ninguém se põe na dimensão do amor: a primeira condição é horizontalidade...


V.

Eu sempre achei que o Espiritismo tinha sido o branqueamento da Umbanda. Até que descobri, há alguns anos, que foi tudo exatamente o contrário: a Umbanda foi o empretecimento do Espiritismo - pelo menos segundo a versão fluminense do surgimento da Umbanda...

Muito interessante a narrativa fundante.













OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget