quinta-feira, 31 de outubro de 2013

(2013/1285) Fragmentos facebookianos


I.

Para cuidar das pessoas, a pastoral acha que é necessário mantê-las no círculo mágico da fé.

A pastoral ajuda as pessoas ou a fé?

A quem de fato, a pastoral serve?



II.

Se precisarem de alguém para ajudar a pintar o firmamento com poesias de Deus, metáforas do Inefável, símbolos do Incognoscível, não contem comigo. Para mim, o quer que se pense como Inefável e Incognoscível será tratado assim. Mas, se é Inefável e Cognoscível, não me venham com conversas de poesia e metáforas: pinte-se o céu com as doutrinas decoradas e sabidas.


III.

Criamos um mundo evangélico em que quanto mais você se dedica à adequada tradução e compreensão do livro "sagrado", tanto mais fora do círculo ortodoxo você está, tanto mais perigoso você se torna, tanto menos irmão você é considerado...

Não vejo o que comemorar hoje...

Se olho pela janela, então...


IV.

Você se acha protestante, mas nunca pagou dízimo em contra-cheque...



V.

Não use ponto final em seus textos.
Não usurpe o lugar de Deus:
_ só Deus pode pôr um ponto final em todas as coisas...

Dá pra fazer um sermão com isso - e isso vale menos do que nada...



VI.

Cristianismo não é cultura brasileira. Foi importado. Todos os seus modos e tipos. Culto aos santos não é cultura brasileira. Foi importado. Futebol não é cultura brasileira. Foi importado. Cerveja não é cultura brasileira. Foi importada. Bíblia não é cultura brasileira. Foi importada. Laicidade não é cultura brasileira. Foi importada.

Halloween não é cultura brasileira. Dane-se.

Gente mal amada é um problema sério, viu...?!








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget