quinta-feira, 31 de outubro de 2013

(2013/1286) Reforma como discurso


Dias de repetir exaustivamente o discurso, para mais um ano... Se a religião substitui a realidade pelo mito, as comemorações dessas datas mágicas substituem o discurso pela realidade, e você acredita que aquilo que se comemora de fato ocorreu, que de fato os valores pregados imperaram, que de fato aconteceu alguma coisa nova naquele dia...

Novo, só o discurso...

Felizmente, o discurso, por si só, mas conta a vontade dos discursadores, como quase sempre, arrebentou com o próprio redil discursivo e implantou-se como prática crítica, essa sim, coerente com o discurso...

Não demorou muito para que a prática crítica, coerente com o discursos, fosse banida, e o discurso voltasse a imperar, como se fosse corresponde com a prática.

Quer-se fazer crer que o discurso que se comemora é o que corresponde à prática. 

Nem com mágica...







OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget