sábado, 28 de novembro de 2015

(2015/445) Fragmentos facebookianos



I.

Uma curiosidade, só para saber como crente diplomado lida com os mitos doidos que alimenta: o cara é predestinado, vai pro céu nem que engravide 77 meninas de 12 anos e controle as contas do Cunha... Mas aí, porque ele descobre que é corno, ele se mata. Os crentes gostam de dizer que suicida não entra no céu. Esse entra?





II.

Como a humanidade acaba gostando mais de bicho do que de gente, e como a humanidade vive à base de narcóticos, receitados por chefes de boca, alguns, nos "morros", mas, muitos, ah, sim, muitos, engravatados e diplomados, desenvolve-se nesses ambientes mais descaradamente assumidos como pós-humanos o ópio da alma dos bichinhos, que, agora também, além de almas, vão para o céu...
Pergunto-me se não faz mal misturar tanta droga...



III.

Se o Evangelho é cura, definitivamente, as igrejas não são o SUS. Tá mais pra UNIMED.

https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/926529800760924


IV.

Os pobres já haviam sido substituídos pela Terra...
Agora, a própria Terra é o sujeito histórico!
Se isso não é a velha Teologia pintada de verde...



V.

Não é só o teólogo de direita que usa Deus...
... o de esquerda, também.

https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/926056544141583




VI.

Tem jornalista que escreve o que tem que escrever, porque é jornalista. O patrão manda... E tem teólogo que diz o que tem que dizer, porque é teólogo. É a igreja, né? Quando o descasamento total entre a teologia e a igreja se dá como se dá, eu tenho todo o direito de perguntar: e teologia pra quê? E igreja pra quê?

https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/926056294141608


VII.

O pior da Filosofia da Religião que se pratica na esmagadora maioria dos livros da área é que ele legitima um crime ético: ele faz parecer que o UNO é um fato. E não é. A Filosofia da Religião, com o UNO, apenas legitima a perversão ética de que se reveste a mitologia do monoteísmo.

https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/925198154227422


VIII.

A reza católica faz mais sentido do que a oração protestante. É que, mesmo todo mundo falando ao mesmo tempo, o deus que eles cultuam escuta uma coisa só. Agora, imagina a zona que é na cabeça do deus protestante mil pessoas falando coisas diferentes ao mesmo tempo, e 990 gritando ainda por cima!

https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/924667997613771






OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget