sexta-feira, 28 de junho de 2013

(2013/649) Sobre o estado da pesquisa a respeito de Yahweh, deus dos judeus e, hoje, depois de um banho em termas gregas, "Deus"


O estado da pesquisa atual nos autoriza a desenhar o seguinte quadro hipotético/plausível, marcado por evidências sólidas, a respeito de Yahweh.

a) não é, originalmente, um deus judeu, nem israelita - é, em relação a Israel e Judá, um deus estrangeiro;

b) provavelmente, Yahweh era um deus tribal, cujo centro de divulgação se encontrava ao sul de Canaã, na região que se pode dizer ser pré-árabe e que, em termos bíblicos, corresponde aos territórios mais ou menos difusos dos midianitas, amalequitas, quenitas, edomitas e, se proceder a hipótese de que os judeus eram também um grupo pré-árabe, como os quenitas, judeus;

c) os abraamitas residiam no sul do que hoje é Israel, mas não era adoradores de Yahweh - adoravam outro deus, El-Shadday, somente muito mais tarde, depois do século VI, identificado com Yahweh - por força de estratégia sacerdotal;

d) por efeito de migração ou casamento dinástico, Yahweh começa a ser adorado em Israel, no norte; evidências arqueológicas seguras encontram-se no século IX, na inscrição de Kuntilet 'Ajrud - há templo javista tanto em Israel (Samaria), quanto em Edom (Seir).

e) em algum momento, Yahweh entra também no sul, seja levado pela população do norte, quando da destruição do reino, no século VIII, seja pelo judeus, se de fato eram uma tribo pré-árabe;

f) introduzido em Israel e Judá, Yahweh nunca foi adorado como deus único - ambos, israelitas e abraamitas/judaítas viviam em contexto cultural politeísta;

g) por meio de processos políticos pós-exílicos, Judá torna-se henoteísta, Yahweh torna-se o único deus nacional e, nesse ponto, começa a criação do monoteísmo, que dependerá da Grécia para adquirir substância teórica e filosófica.

Eu acho que o teólogo que sabe isso, e faz que não, não é sério. E, se não sabe, também não é, porque é seu dever estudar.




OSVALDO LUIZ RIBEIRO

2 comentários:

Allison Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Allison Duarte disse...

opa, Oswaldo, foi mal... errei o post.. esse comentario era pra ter sido em outro post... por isso vou remover... Valeu!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget