sábado, 2 de março de 2013

(2013/188) Amor gerúndio



1. O amor é de uma natureza tão frágil, é tão historicamente marcado, que, no fundo, jamais deveríamos dizê-lo no Indicativo, mas, sempre, no Gerúndio - Bel, eu estou amando você...

2. No final da vida, então, quando não mais tampo haverá para aquele modo, finalmente, poderemos dizer o amor no Indicativo, e em todos os tempos: Bel, eu te amava e te amei, e ainda te amo agora...




OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget